João viaja a Brasília para contratar empréstimo e participa do Fórum de Governadores no Maranhão

João Azevêdo, governador da PB (Foto: Walla Santos)

O governador João Azevêdo (PSB) participa na próxima quinta-feira (14) do encontro de governadores do Nordeste, desta vez, sediado no estado do Maranhão. O evento vai acontecer no Palácio dos Leões, em São Luís, onde Flávio Dino vai receber os demais oito governadores, e servirá para discutir parcerias para otimizar resultados e economizar recursos financeiros. Durante o Fórum em São Luís, será feita uma reunião específica para a criação do Consórcio Nordeste.

Antes de ir ao Maranhão, João Azevêdo viaja a Brasília para assinar, nesta quarta-feira (13), contrato de empréstimo com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), no valor de US$ 50 milhões de dólares. 

No encontro de governadores, o objetivo do consórcio é fazer parcerias em diversas áreas, como desenvolvimento econômico e social, infraestrutura, tecnologia e inovação, segurança pública, administração prisional e proteção do meio ambiente. Poderão ser feitas, por exemplo, compras compartilhadas entre os Estados, o que reduz os custos dos produtos e dos serviços.

Esse encontro em São Luís será o segundo do exercício 2019-2022. O primeiro foi em Brasília, no início de fevereiro.

Na ocasião, foi lançada a Carta dos Governadores do Nordeste, em que é solicitada solução imediata para o déficit de Previdência, sem impedir o acesso dos mais pobres a direitos básicos.

A carta também pede discussão aprofundada sobre segurança pública que envolva combate a facções criminosas, tráfico de armas e explosivos, além de controle maior sobre fronteiras; proposta para o Novo Fundeb; e retomada de assuntos federativos na Câmara e no Senado, como cessão onerosa, bônus de assinatura e securitização.

Empréstimo - O empréstimo que a Paraíba vai contratar foi autorizado no dia 27 de fevereiro, em publicação feita no Diário Oficial da União (DOU). Somados aos US$ 30 milhões de contrapartida do governo do Estado, os recursos vão beneficiar mais de 117 mil famílias paraibanas que trabalham com agricultura familiar, por meio do projeto Cooperar – Programa Paraíba Rural sustentável.

Compartilhe!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo de carater ofensivo, por favor denuncie.

Comentários (0)


Deixe um comentário